O que esta Acontecendo com a Água no Mundo? 

O aquecimento global observado ao longo de várias décadas tem. sido associado às mudanças em larga escala do ciclo hidrológico, tais como: um crescente aumento de vapor de água na atmosfera; mudanças dos padrões e de intensidade de chuva; redução da cobertura de neve e derretimento generalizado de gelo; e alterações da umidade do solo e enxurradas.

É importante observar, entretanto, que as mudanças hidrológicas podem ter impactos positivos em alguns aspectos e negativos em outros. Por exemplo: o aumento anual da correnteza dos rios pode produzir uma variedade de benefícios para os usuários de água devido à maior oferta de recursos hídricos renováveis. Mas também pode gerar prejuízos, aumentando simultaneamente os riscos de inundação.

 
Nas últimas décadas, uma tendência a condições mais úmidas em partes do Sul da América sulamericana foi responsável pelo maior número de áreas inundadas por enchentes, mas também melhorou o rendimento das culturas agrícolas na região dos Pampas na Argentina, além de estar oferecendo novas oportunidades comerciais de pesca.
 
 
 
MUITA ÁGUA
 
A frequência de chuvas fortes {ou a proporção do total de pluviosidade advinda de fortes pancadas de chuvas) têm aumentado e as inundações têm sido o principal desastre natural reportado em muitas regiões, afetando 140 milhões de pessoas por ano em média. Em Bangladesh, durante o dilúvio de 1998, cerca de 70% de seu território foi inundado.
 
Globalmente, o número de grandes catástrofes de inundações fluviais durante o período de 1996-2005 é duas vezes maior, por década, do que entre 1950 e 1980, enquanto as perdas econômicas relacionadas é cinco vezes maior. Os principais fatores apontados como responsável pela crescente tendência de prejuízos causados por inundações são elementos socioeconô-micos, como o desenvolvimento econômico, o aumento da população e da riqueza concentrada nas zonas vulneráveis, e mudanças no uso da terra.
 
Entretanto, já que as dramáticas inundações têm crescido mais rapidamente do que a população ou o desenvolvimento econômico, outros fatores devem ser considerados, incluindo as mudanças climáticas. As evidências científicas indicam uma aceleração do ciclo da água. A frequência de pesadas trombas d’água tem aumentado de forma compatível com ambos o aquecimento e o aumento de vapor d’água atmosférico observados.
 
 
 
POUCA ÁGUA
 
Globalmente, as áreas classificadas como muito secas, mais do que duplicaram desde a década de 1970, especialmente nos trópicos e subtrópicos. A diminuição das chuvas e o aumento das temperaturas, que favorecem a vaporização e redução da umidade do solo, são fatores importantes que contribuíram para mais regiões estarem experimentando secas.
 
 
As principais bacias hidrográficas do mundo que já sofrem com falta de água estão localizadas no Norte da África, na região do Mediterrâneo, no Oriente Médio, no Oriente Próximo (região da Ásia próxima ao Mar Mediterrâneo, a Oeste do Rio Eufrates, incluindo Síria, Líbano, Israel, Palestina e Iraque), no Sul da Ásia, no Norte da China, na Austrália, nos EUA, no México, no Nordeste do Brasil e na costa Oeste da América do Sul.
 
As estimativas para as populações que vivem nessas bacias variam entre 1,4 bilhão e 2,1 bilhões.
Na maioria dos países, à exceção de alguns industrializados, a utilização de água tem aumentado nas últimas décadas devido ao crescimento populacional, ao desenvolvimento econômico, às mudanças no estilo de vida e à expansão dos sistemas de abastecimento de água, sendo de longe o uso de água para irrigação a mais importante causa. A irrigação é responsável por cerca de 70% do total de água bombeada em todo o mundo.
 
Caça Vazamento Porto Alegre
 
A crise da água, pela qual o mundo vem passando, é apresentada como uma tragédia onde a humanidade é apontada como vilã. Na melhor das intenções de promover campanhas educativas de uso responsável da água, tornou-se comum recorrer a explicações dramáticas de guerras e destruição do planeta decorrentes da escassez da água.
 
 
A essas explicações seguem explanações sobre a importância da água, além de regras, dicas e orientações
para economizarmos água nas tarefas rotineira, pontuadas por frases de efeito tipo...
 
-"Colabore com o Planeta", economize água
 
-"Água, poupar para não acabar", e daí ´por diante.
 
 
Esses são alguns exemplos colhidos em materiais desenvolvidos para crianças, mas a idéia central deles se repete largamente. O problema é que, deslocados de um contexto explicativo mais amplo, essas informações assumem um caráter apocalíptico, gerando angústias e incertezas que mais atrapalham do que auxiliam no processo educativo e na construção de uma efetiva consciência ambiental cidadã.
 
 
Ao associarmos o uso individual ao desperdício, e o desperdício à escassez, estamos procurando uma "solução" simplista para um problema complexo.
 
Para as crianças e também para grande parte da população que vivem nas cidades e que pouco ou nenhum contato mantém com nascentes, rios e reservatórios naturais, a água vem da torneira assim como o leite vem da caixinha...
 
Assim, fazemos crer que fechando a torneira salvaremos o planeta, muito embora o que consigamos mesmo seja uma sensação de absolvição da culpa e uma economia com a conta, que provavelmente será revertida num gasto maior com desodorantes, perfumes e dentistas.
 
Isso sem falar naquelas crianças mais renitentes, que, agora, cruzam os braços e defendem que não vão tomar banho ou escovar os dentes para não "acabar com a água do planeta" enquanto pais e professores, atônitos, veem seu esforço de meses e anos escorrerem pelo ralo...
 
Mas, sobretudo, é para as parcelas mais pobres da população que falar sobre desperdício e economia soa irônico, quando a falta de água(principalmente água potável) é uma realidade cotidiana.
 

 

Contato

Telefones para contato
(51) 3013-2370
(51) 9999-9530
Caça Vazamento Porto Alegre - Central de Orçamento (51) 3013-2370 / 9999 -9530 - Desentupidora Porto Alegre - Dedetizadora Porto Alegre
Avenida São Paulo, 245 - São Geraldo / Navegantes - Porto Alegre - RS, 90230-161 (0xx)51 3224-0691
Grupo Porto Alegre atende todos as Cidades do Rio Grande do Sul:

Alvorada, Cachoeirinha, Campo Bom, Canoas, Estância Velha, Esteio, Gravataí, Guaíba, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Viamão, Dois Irmãos, Eldorado do Sul, Glorinha, Ivoti, Nova Hartz, Triunfo, Charqueadas, Nova Santa Rita, Montenegro, Taquara, São Jerônimo, Arroio dos Ratos, Santo Antônio da Patrulha, Igrejinha , Aceguá, Alegrete, Alto Erval Novo, Alto Feliz, Alto Paredão, Arroio do Meio, Arroio do Padre, Arroio do Sal, Arroio do Sol, Arroio do Tigre, Arroio Dos Ratos, Bagé, Balneário Pinhal, Bandeirinha, Banhado do Colégio, Barra do Guarita, Bela Vista, Bento Gonçalves, Boa Esperança, Boa Vista, Boca do Monte, Bom Jardim, Bom Jesus, Butiá, Butiás, Caçapava do Sul, Cacequi, Cachoeira do Sul, Cachoeirinha, Camaquã, Cambará do Sul, Campina das Missões, Campinas, Campo Bom, Candelária, Canela, Canguçu, Capão, Capão Comprido, Capão da Canoa, Capivari do Sul, Carajá Seival, Carazinho, Charqueadas, Cristal, Cristo Redentor, Cristo Rei, Cruz Alta, Cruzeiro do Sul, Dois Irmãos, Dom Pedrito, Dom Pedro de Alcântara, Douradilho, Eldorado do Sul, Eletra, Encruzilhada, Encruzilhada do Sul, Erechim, Espumoso, Estância Grande, Estância Velha, Esteio, Faria Lemos, Farroupilha, Flores da Cunha, Floresta, Garibaldi, Garibaldina, Gentil, Rolante, Getúlio Vargas, Giruá, Glória, Grama, Gramado, Gravataí, Guaíba, Herval, Hidráulica, Igrejinha, Ijuí, Ilha dos Marinheiros, Imbé, Ivoti, Jaguarão, João Rodrigues, Júlio de Castilhos, Lagoa dos Três Cantos, Lagoa Vermelha, Lajeadinho, Lajeado, Mauá, Maximiliano de Almeida, Minas do Leão, Modelo, Monte Alverne, Monte Bonito, Montenegro, Mormaço, Morrinhos, Nova Hartz, Nova Milano, Nova Petrópolis, Nova Prata, Nova Santa Rita, Nova Sardenha, Nova Tramandaí, Novo Hamburgo, Osório, Oswaldo Cruz, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Passo Novo, Pavão, Pedras Brancas, Pedro Osório, Pinhal, Pinhal Alto, Progresso, Quaraí, Quaraim, Quinze de Novembro, Rosário do Sul, Sananduva, Santa Bárbara, Santa Bárbara do Sul, Santa Clara do Sul, Santa Cristina, Santa Cruz da Concórdia, Santa Cruz do Sul, Santa Flora, Santa Inês, Santa Luiza, Santa Maria do Herval, Santa Rita, Santa Rosa, Santa Teresinha, Santa Vitória do Palmar, Santana, Santo Ângelo, Santo Antônio, Santo Antônio da Patrulha, Santo Antônio do Planalto, Santo Augusto, São Leopoldo, São Lourenço do Sul, São Luís Gonzaga, São Marcos, São Martinho, São Paulo das Tunas, São Pedro, São Pedro do Sul, São Roque, São Sepé, São Lourenço das Missões, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Saraiva, Sarandi, Soledade, Sossego, Taim, Tapejara, Tapera, Tapes, Taquara, Taquari, Terra de Areia, Teutônia, Torres, Touro Passo, Tramandaí, Três Coroas, Três de Maio, Três Forquilhas, Três Passos, Triunfo, Uruguaiana, Vacaria, Vale dos Vinhedos, Vale Verde, Vanini, Venâncio Aires, Vendinha , Veranópolis, Vertentes, Vicente Dutra, Xangri Lá